Por que o Facebook desabou? – ARGUTIA #25

Argutia – Empreendedorismo, Negócios e Carreira

27 de julho de 2018

As ações do Facebook chegaram a cair 20% em um único dia, levando a empresa a perder US$ 120 bilhões em valor de mercado, após apresentar uma receita 5% menor do que a prevista para o segundo trimestre. É a primeira vez desde 2015 que a empresa não atinge as metas dos especialistas, e seu diretor financeiro afirmou que a desaceleração da receita deve continuar pelo resto do ano. Essa foi a maior queda de valor de mercado de uma empresa em um dia na história dos EUA.

No Brasil, o Facebook excluiu 196 páginas alegando que violavam suas políticas de autenticidade e “faziam parte de uma rede que se ocultava com o uso de contas falsas e escondia das pessoas a natureza e a origem de seu conteúdo com o propósito de gerar divisão e espalhar desinformação”.

As ações do Twitter também caíram mais de 20% após o anúncio de que o número de usuários mensais caiu 1 milhão no segundo trimestre. A previsão é de que essa quantidade caia ainda mais à medida que a empresa combaterá spam e contas falsas.

Por outro lado, as ações da Amazon bateram um recorde, depois que o lucro alcançou US$ 2 bilhões pela primeira vez, impulsionado pela melhor margem operacional em 13 anos.

O grupo Daimler AG se dividirá em 3 companhias com o objetivo de “se adaptar ao futuro” e trazer mais “liberdade empreendedora” para suas unidades. A Mercedes-Benz, a divisão de caminhões e a divisão de mobilidade da Daimler serão entidades independentes e terão mais agilidade e flexibilidade para a tomada de decisões estratégicas e realização de parcerias.

A Kiabi chegará ao Brasil no mês que vem, com uma megastore em São Paulo. Uma das maiores redes de moda popular da França, rival de marcas como a espanhola Zara e a holandesa C&A, a empresa tem planos ambiciosos para sua operação brasileira. O plano é chegar a 40 lojas no Brasil nos próximos cinco anos.

Três companhias de diferentes setores inauguraram um espaço de inovação em Curitiba. A financeira Barigui, a Rumo e a Bosch criaram o Distrito-Spark Cwb, espaço que já abriga 12 startups e visa promover inovação dentro das companhias fundadoras da iniciativa e ao mesmo tempo propiciar um espaço de empreendedorismo em Curitiba.

Você se preocupa com sua imagem pública? Estão abertas as inscrições para o curso “Uso das Redes Sociais com Inteligência e Estratégia” voltado para líderes, políticos, candidatos e demais pessoas que dependem de uma boa imagem externa para executar seu trabalho. Reembolso integral disponível durante 30 dias. (link patrocinado)

As contas do governo brasileiro registraram um déficit primário de R$ 32,9 bilhões no primeiro semestre deste ano, melhor resultado em 3 anos. Mas também foi o terceiro pior resultado, para o primeiro semestre, da série histórica – que começa em 1997.

Os EUA tiveram um crescimento de 4,1% do PIB no segundo trimestre, o maior em 4 anos, puxado pelo aumento do consumo proveniente do corte de impostos.

Um vazamento de dados em expôs informações de mais de 100 empresas, incluindo montadoras de automóveis e outros grandes nomes do setor industrial, como Tesla, Chrysler, Ford, Toyota, GM, Tesla, ThyssenKrupp e Volkswagen. O pacote de dados pertence à canadense Level One Robotics e tinha 47 mil arquivos que somavam 157 GB.




Análise da semana

Talvez o assunto mais relevante da semana tenha sido a queda recorde das ações do Facebook. Ao longo dos últimos dois anos, a empresa enfrentou uma série de polêmicas, sendo as mais notórias o caso da interferência russa nas eleições e o escândalo de privacidade de dados da Cambridge Analytica. A nova regulamentação de dados europeia custou 1 milhão de usuários após o lançamento.

Entretanto, seus maus resultados não foram exatamente uma novidade. Em resposta às notícias falsas e discursos de ódio, o Facebook prometeu contratar 20 mil funcionários para trabalhar em questões de segurança e moderação, o que contribuiu para a saturação de parte de seu mercado. Há alguns meses a empresa alertou que essas mudanças no feed de notícias iram reduzir seu crescimento.

Não só isso, como também o Facebook parece que está chegando próximo do tamanho total do seu mercado. Das 3 bilhões de pessoas que poderiam ter acesso à plataforma, 2,3 bilhões já têm. Para atingir mais gente, tem procurado realizar iniciativas de democratizar o acesso à internet, mas ainda é um grande desafio que, envolve, inclusive, muitas questões éticas.

Paralelamente, a pressão sobre Zuckerberg tem aumentado a cada dia. Grupos de investidores já demandam a saída do CEO, alegando que ele não tem a competência necessária para conduzir a empresa no atual cenário.

Mas a empresa está com algum risco sério para o futuro próximo?

Improvável. A realidade é que os altos valores envolvidos na queda das ações geram um alarmismo desproporcional. Embora a empresa tenha caído 20% e perdido algumas dezenas de bilhões em valor de mercado, há alguns dias ela havia atingido seu valor mais alto da história.

Na verdade, a empresa simplesmente voltou para o mesmo valor de mercado que tinha em maio passado. E nada impede que ela não possa voltar a crescer nos próximos dias. É ruim, mas não é tão ruim, quedas assim são relativamente normais.

Agora, talvez um fato ainda mais relevante seja o resultado do PIB americano, comemorado pelos governistas. Embora tenha sido realmente bem mais alto que a média dos trimestres da última década, existem dois importantes fatores que devem ser considerados: as exportações representaram boa parte desse aumento e o aumento do consumo foi fruto da queda de impostos.

Ainda não está certo como a guerra tarifária irá impactar a economia nos próximos meses, mas muito provavelmente haverá um choque nas exportações. Muitos produtores de carne, por exemplo, já estão com os estoques transbordando.

Adicionalmente, embora a redução dos impostos tenha aumentado o consumo, os EUA ainda tem um grande problema com as dívidas públicas, e ainda não mostrou como irá solucionar.

— Daniel Scott

 Para ler e assistir

 

RECEBA O ARGUTIA TODA 6ª EM SEU EMAIL

PERDEU ALGUMA EDIÇÃO ANTERIOR?




Comente com seu facebook

Os comentários estão encerrados.