Ferramenta simples para analisar a sazonalidade em qualquer negócio

A sazonalidade é um fator que influencia praticamente todos os negócios, seja qual for o tamanho, desde os grandes aos pequenos. Porém, ainda é muito ignorada no mundo corporativo, segundo o livro “Advances in Business and Management Forecasting” (Lawrence e Klimberg – volume 9).

É possível usar o Google Trends para analisar a sazonalidade no seu ramo de atuação

Sazonalidade é uma característica de séries temporais onde os dados experimentam variações regulares e previsíveis, que se repetem a cada ano. Um exemplo simples para entender o fenômeno é a venda de chocolates. É de se esperar que em datas como a Páscoa, dia das mães e dia dos namorados – que ocorrem no mesmo período todos os anos – aumente a quantidade de venda de chocolates.

Efeitos sazonais são diferentes dos efeitos cíclicos. Os primeiros estão contidos dentro de um ano civil, enquanto que os efeitos cíclicos (como baixa nas vendas devido ao desemprego) podem se estender por períodos de tempo mais ou menos longo do que um ano.

Uma ferramenta ainda muito desconhecida do público geral é o Google Trends. Esse é um instrumento do Google que mostra os mais populares termos buscados em um passado recente. Ela apresenta gráficos com a frequência em que um termo particular é procurado em várias regiões do mundo, além de outros termos associados ele. Vale a pena conferir!

Quer saber como aproveitar o Trends em seu negócio? Aqui vão alguns exemplos das quantidades de buscas feitas no Google sobre negócios totalmente distintos entre si:

Como é possível observar nos gráficos, seja para uma loja de roupas femininas, para uma sorveteria ou para uma consultoria ambiental, é possível usar o Trends para se ter uma ideia de como ocorre a sazonalidade no seu ramo de atuação, sendo uma boa alternativa a uma técnica bem mais complexa, o bootstrap de dados. Você é um médico ortopedista ou advogado? Experimente a ferramenta e veja como a sazonalidade está influenciando na sua atividade.

Vale ressaltar que esses dados não são extremamente precisos, mas apenas um indicativo. Ou seja, podemos imaginar que uma pessoa que queira comprar roupas femininas digitará o termo no Google, portanto os meses em que o termo aparece mais frequentemente são os meses em que há mais venda. Isso não é necessariamente real, mas é uma estatística bastante aproximada da realidade, uma proxy, ainda mais não havendo outra fonte de dados disponíveis (para os casos em que você não tenha um histórico próprio de vendas).

Ok, já tenho as estatísticas do meu negócio, e agora? A melhor maneira de gerenciar as flutuações sazonais, e manter fluxos de caixa positivos durante todo o ano, é desenvolver planos de vendas e um  inventário detalhado antes do início da temporada.

Use esses planos para orientar suas compras de mercadorias e como benchmarks na temporada para orientar o seu progresso. No caso da sorveteria, por exemplo, sabendo que as pessoas consomem menos sorvete em junho, planeje uma compra menor de estoque e possivelmente férias para os funcionários. Adicionalmente, é importante que os planos de marketing e os diferenciais do negócio sejam revistos para as diferentes épocas do ano.

Parece óbvio? Mas é surpreendente a quantidade de negócios que simplesmente ignoram algo simples de ser analisado. Planejamento consome tempo, porém aqueles que planejam cuidadosamente suas vendas e serviços são, de maneira geral, mais lucrativos do que os que não o fazem.

Comente com seu facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *