Como resolver o problema da oscilação de produtividade

Já enfrentou uma situação onde um dia você produz muito e no outro praticamente nada? Uma agonia de a mente querer trabalhar, mas o corpo não permitir? Não ache que você é o único, isso acontece com todos.

É impossível uma pessoa conseguir ser altamente produtiva todos os dias ao longo da vida. No entanto, é possível ela  lidar com o problema da oscilação de produtividade, diminuindo o impacto dos períodos de baixa e tirando o máximo proveito deles. Continue lendo para descobrir como.

banner-fiverr

Vejo que existem inúmeros artigos na internet sobre como você pode ser mais produtivo. Porém, a maioria é de técnicas batidas ou com baixa aplicabilidade na vida real. E pior, não tratam do verdadeiro problema que as pessoas enfrentam: a falta de produtividade. O que fazer quando você simplesmente está em um estado onde não consegue fazer nada?

O que me motivou a escrever esse artigo foi uma crise de produtividade que enfrentei há alguns meses. Eu estava em uma semana extremamente produtiva. Mas, do nada, um certo dia comecei a ficar pouco produtivo, o que foi evoluindo até me tornar um preguiçoso de vez.

Após muita reflexão sobre o assunto e uma enorme quantidade de leitura, mostrarei abaixo como venci esse problema de uma vez por todas e como você também pode vencê-lo.

O descanso é mortal!

Calma, deixa eu me explicar melhor. O que eu quero dizer é que você nunca pode tirar o dia de descanso quando sentir que está ficando menos produtivo.

Sabe quando você pensa “Ah, já que não estou conseguindo fazer nada mesmo, vou ver TV e amanhã trabalho em dobro”? Então: essa é a pior coisa que você pode fazer!

Entenda a lógica: descanso gera inércia e inércia prolongada gera hábito. Com isso, depois que você adquiriu esse hábito, qualquer descanso que você tire irá virar um ciclo que será difícil de ser combatido depois. A melhor forma de evitar é não iniciando.

Da mesma forma que você consegue manter um ritmo acelerado de trabalho por bastante tempo, você também pode entrar em um ritmo de inatividade por bastante tempo. Essa é a força da inércia.

banner-meliuz-gif-desconto-dinheiro-de-volta

O que eu sugiro para essas situações é fazer atividades que requerem poucas habilidades cognitivas e mais habilidades físicas. Varrer o chão, responder emails, passear com o cachorro, organizar o armário.

Aproveite o período de baixa produtividade para realizar aquelas coisas que você estava querendo fazer há muito tempo, mas não encontrava a oportunidade.

Vale ressaltar que descasar é muito importante, mas apenas quando for o seu período habitual de descanso (como o fim-de-semana, por exemplo). Nunca fora dele.

forca-de-vontade-maior-ativo-produtividade

 

O ativo mais importante para a produtividade

Algo que você precisa começar a exercer frequentemente é sua força de vontade. Estudos mostram que a força de vontade faz parte de uma certa região do cérebro. Portanto, assim como qualquer músculo, ela pode ser desenvolvida a partir de prática e treinamento.

Pense na força de vontade como seu ativo mais importante. Ela é o motor para você sair da sua zona de conforto e enxergar o mundo de oportunidades que existe fora dela. E o único jeito de você adquirir mais força de vontade é através da persistência! Ou seja, lutar contra o que te prende a não realizar algo. Não há alternativa.

Portanto, comece gradualmente a se forçar a sair da inércia negativa e executar ações que você está com preguiça ou medo de fazer. Por exemplo, você quer enviar um email para uma pessoa, mas está sem inspiração para escrever. Ao invés de adiar essa tarefa para um outro dia, force-se a escrever pelo menos o rascunho do email.

Pode parecer clichê, mas o ditado existe por um motivo: não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje. Vença essa barreira e comece a tomar ações hoje. Agora, de preferência!

reduzir-metas-baixa-produtividade

Simplifique os objetivos, mas não deixe de cumpri-los

Quando sua produtividade estiver baixa, nunca termine o dia sem ter completado algum objetivo concreto. Se você acha que não conseguirá completar tudo aquilo que deseja, reduza suas metas para algo que possa ser realizado. Não importa que seja pouco, o que importa é conseguir terminar o dia com a sensação de realização.

Eu, por exemplo, quando tenho que escrever meus artigos e não estou inspirado, defino um número de palavras que tenho que escrever até o final do dia e não paro até atingir esse número. Reduzo meu objetivo diário, para ficar factível. E, mesmo que dure o dia inteiro, fico sentado no computador até realizar a meta proposta. Escrevo menos do que eu gostaria, mas pelo menos não fico sem escrever.

A importância disso é que o cérebro não se importa em qual o tamanho do seu feito, mas com o fato de que você terminou o dia com a sensação de dever cumprido. Isso faz com que você não fique desmotivado para os próximos dias, saindo, assim, mais rápido do ciclo de baixa produtividade.

Já conhece a Audible? Para aumentar ainda mais sua produtividade, você pode começar a ouvir livros enquanto está no trânsito.  Cadastre-se grátis e ganhe 2 livros grátis para testar.

Comece a ouvir livros para aumentar ainda mais sua produtividade. Cadastre-se na Audible e ganhe 2 livros grátis para testar o serviço.

***

Bom, de forma resumida esses são os passos que tenho adotado para conseguir lidar com os períodos de baixa produtividade e minimizar seus efeitos. Dessa forma, eu não deixo com que os curtos ciclos de baixa produtividade assumam controle e passem a se tornar em longos períodos de ociosidade.

O que você achou? Será que você consegue incorporar esses hábitos na sua rotina? Depois compartilhe sua opinião!

Ao escrever esse artigo, me ocorreu uma questão: o que as pessoas entendem por “produtividade” e como medir quantitativamente o quão produtivas elas estão sendo.

Se você tiver interesse, posso fazer uma 2ª parte do artigo explicando o que é produtividade e mostrando as técnicas que uso para medir a minha. Basta dizer nos comentários abaixo.

 

► Curtiu o texto? Te convido a participar da minha lista VIP de emails, onde você receberá 1 vez por semana minhas informações privilegiadas sobre o mundo do empreendedorismo e atualizações sobre meu artigos mais recentes ◄

Comente com seu facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *