Google usa dados dos seus cartões Mastercard – ARGUTIA #30

Argutia – Empreendedorismo, Negócios e Carreira

07 de setembro de 2018

Mais uma trilionária. A Amazon tornou-se a segunda empresa americana a atingir a marca de US$ 1 trilhão em valor de mercado, apenas algumas semanas após a Apple. As ações da varejista tiveram um crescimento de 74% desde janeiro  

Anunciantes do Google tiveram acesso a dados da Mastercard para monitorar se propagandas veiculadas pela internet levavam a uma venda em lojas físicas nos EUA. Aproximadamente 2 bilhões de detentores de catões da operadora tiveram esses dados compartilhados em uma parceria entre as duas empresas.

A L Brands anunciou o fechamento de 20 lojas na América do Norteaté o fim deste ano. As vendas da varejista americana que administra a Victoria’s Secret e outras quatro marcas caíram 5% no segundo trimestre, acumulando a oitava queda trimestral consecutiva da marca. O desejo pela marca Victoria’s Secret caiu de 31 para 23 pontos nos últimos dois anos.

O Walmart está testando se motoristas independentes poderiam entregar compras. O programa piloto chamado Spark Delivery, uma plataforma colaborativa semelhante ao Amazon Flex – serviço em que uma frota de motoristas usa seus próprios carros para fazer entregas rápidas. Dependendo do número de pedidos entregues, o pagamento do motorista pode exceder US$ 20 por hora.

A Britsh Airways está investigando o roubo de dados de clientes do seu site e aplicativo, que pode ter envolvido informações de cartões de crédito. A companhia disse que cerca de 380 mil pagamentos com cartões foram comprometidos, mas isso não envolve números de passaporte.

O Mercado Livre anunciou o Mercado Envios Flex, que visa fazer com que vendedores tenham maior flexibilidade de opções de logística ao realizar o recrutamento de diferentes modalidades de transporte dos produtos vendidos. Agora, eles poderão requisitar serviços de entrega de acordo com a data combinada com o comprador, seja a pé, de bicicleta, de moto ou de carro. O sistema será testado inicialmente apenas na Grande São Paulo.

Sente-se estagnado na carreira? Inscreva-se no webinário online e gratuito“Como reinventar a carreira no mundo digital”, que será realizado no dia 10 de setembro, apresentado por Daniel Scott e Leandro Marques.

A Laureate Education está iniciando o processo de venda da Uninorte, uma das maiores faculdades do país, com 40 mil alunos. O processo faz parte de uma estratégia da empresa americana de reduzir seu portfólio global, como forma de reduzir seu endividamento. Outro ativo à venda é a Positivo.

A CVC anunciou acordos para aquisição do controle acionário de três empresas do setor de turismo na Argentina, em linha com a sua estratégia de expansão internacional. A empresa terá aproximadamente US$ 500 milhões em reservas anuais confirmadas, estando entre os 3 maiores grupos de viagens do mercado argentino.

A TAM Linhas Aéreas não renovou o contrato com a operadora de programas de fidelidade Multiplus e fechou o capital da empresa. Ela pretende realizar uma oferta pública de aquisição de ações ordinárias para cancelamento do registro de companhia aberta da Multiplus e a saída do novo mercado.

O Itaú Unibanco fechou uma parceria com a francesa Edenred que garante exclusividade na distribuição dos produtos da Ticket Serviços no Brasil para a sua base de clientes pessoas jurídicas.

Um ex-sócio da Empiricus foi preso pelo FBI, com acusações de conspiração para cometer fraude, fraude de transferência bancária e receptação de furto. Segundo a apuração, Marcos Eduardo Elias se passou por funcionário de titulares de diversas contas bancarias brasileiras em Nova York, e conseguiu desviar mais de US$ 750 mil. Usando documentos falsos, transferiu os montantes para uma conta controlada por ele em Luxemburgo.

A Kroton inaugurou um espaço patrocinado no Cubo Itaú para trabalhar diretamente com startups de educação (edtechs). O objetivo é desenvolver novas formas de aprendizagem e tecnologia, principalmente focadas na educação básica (pública e privada) do Brasil.

A dívida bruta deverá ultrapassar 80% do PIB em 2020, estimou o governo federal na proposta orçamentária de 2019 enviada ao Congresso Nacional. Pelo critério utilizado pelo FMI, o endividamento deverá atingir um patamar de 92,7% do PIB em 2020.

Polêmica em anúncio da Nike. A empresa anunciou Colin Karpernick, famoso pelos protestos nos jogos da NFL, como protagonista das comemorações dos 30 anos do slogan “Just do It”. Os anúncios exibem a frase “Acredite em algo. Mesmo que isso signifique sacrificar tudo”. O jogador está processando a NFL, argumentando que foi congelado por causa de seu ativismo. Enquanto muitos apoiaram a decisão, outros lançaram uma campanha para boicotar a Nike.

A aparição do Yakult no filme “Para todos os garotos que já amei” mudou o curso da marca. Presente em mais de 33 países, a bebida passava por momentos de retração no cenário internacional. Mas após a aparição no filme, a marca foi parar nos trendings das redes sociais e, por tabela, as ações da companhia subiram cerca de 2,6%.



Análise da semana

Embora tenha resolvido um problema secular, o acordo entre a Mastercard e Google para acesso de dados de pagamentos com cartões reaqueceu o debate sobre o tema nos EUA. A ideia é genial: o Google tem acesso a quem olha as propagandas digitais e a operadora de cartão tem acesso a quem faz as compras.

Cruze esses dados e você resolve um problema antigo da publicidade: como saber se a pessoa que está vendo a propaganda está de fato fazendo a compra em locais físicos.

Entretanto, por ter sido feito de forma secreta, a estratégia não foi vista com bons olhos pela mídia e, logicamente, pelo público geral. É uma surpresa que a notícia não tenha tido uma grande repercussão, mas ainda pode dar muito pano pra manga.

Já o assunto da semana nos EUA foi a polêmica da Nike, que inclusive envolveu Donald Trump e teve impacto nas ações. Diversas pessoas publicaram fotos nas redes sociais queimando materiais da empresa. Na época, o protesto de Kaepernick foi duramente criticado por Trump, que, após a propaganda, publicou um tweet afirmando que a empresa seria duramente destruída por conta de boicote.

Por aqui, o Itaú entrou em um segmento que se tornou atrativo após a reforma trabalhista. Agora, o banco distribuirá os produtos da Ticket, como vale-alimentação e refeição para seus clientes pessoas jurídicas. Recentemente, o Santander anunciou a criação de uma empresa própria de benefícios e o Bradesco e BB também já estão no setor há algum tempo. Portanto, o Itaú passou a oferecer um dos produtos que faltavam na sua carteira para clientes corporativos. O mercado de benefícios movimenta R$ 170 bilhões por ano e pode triplicar no curto prazo.

— Daniel Scott

 

 Para ler e assistir

 

RECEBA O ARGUTIA TODA 6ª EM SEU EMAIL

PERDEU ALGUMA EDIÇÃO ANTERIOR?




Comente com seu facebook

Os comentários estão encerrados.